quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Literatura 2


Das Utopias

Se as coisas são inatingíveis... ora!

Não é motivo para não querê-las...

Que tristes os caminhos se não fora

A presença distante das estrelas!


Mário Quintana
(Espelho Mágico)

A estrela cadente da foto acima fez parte da comemoração de 1 ano de Vitalzinho. O "tema" foi o Céu estrelado.
O poema de Mário Quintana não podia faltar.

6 comentários:

Vanessa disse...

Conheço essa imagem. Não esqueci essas palavras; assim que cheguei em casa, logo após o niver do Vitalzinho, pus-me a procurar essa poesia. =) Estava TUDO lindo demais! Adorei ter encontrado essa imagem por aqui. Trouxe-me muito boas lembranças. =)
Beijo graaaaaannnnnnde!!!!

Vitalissimo disse...

Oi Van, que bom vê-la por aqui!
beijão

Mariana Mesquita disse...

A Estrela
Vi uma estrela tão alta,
Vi uma estrela tão fria!
Vi uma estrela luzindo
Na minha vida vazia.

Era uma estrela tão alta!
Era uma estrela tão fria!
Era uma estrela sozinha
Luzindo no fim do dia.

Por que da sua distância
Para a minha companhia
Não baixava aquela estrela?
Por que tão alto luzia?

E ouvi-a na sombra funda
Responder que assim fazia
Para dar uma esperança
Mais triste ao fim do meu dia.


(Manuel Bandeira)

The Fool disse...

oi, sol...
visite meu blog tb.
www.audemir.wordpress.com
o seu é um graça. e claro, o nome é um achado.
beijos

Magna disse...

estão add no nosso blog!
magna e teteu

Dri Viaro disse...

Volta né?
bjs